ACORDA PRA TOMAR GAGAU 2017

Compre agora seu ingresso para ACORDA PRA TOMAR GAGAU 2017 no Downtown Pier - Recife

Ingressos

Lotes de vendas em breve

Mais informações

Downtown Pier / PE

Sábado, 18 de Fevereiro - 12:00h

2017-02-18T12:00:00 2017-02-18T12:00:00
+18

Maiores de 18 anos

Atrações:

  • Bailinho Maravilha
  • Malícia Champions
  • Orquestra da Pitombeira

Detalhes

ACORDA PRA TOMAR GAGAU 2017

Uma das mais tradicionais prévias do Recife, a Troça Carnavalesca Mista “Acorda Pra Tomar Gagau”, já tem data marcada para desfilar no Carnaval deste ano. A festa, que terá como tema os 15 anos de criação e participação da troça nas festas de Momo, arrasta a multidão no dia 18 de fevereiro. O trajeto, além de ser marcado por música boa, gente bonita e muita irreverência, passa pelos principais cartões postais do Recife, no bairro do Recife Antigo. Como sugere o nome, a folia começa cedo: a partir do meio dia a concentração tem início no Downtown Pier e não tem hora para acabar. 

Pelo segundo ano consecutivo fazendo o novo trajeto, a troça tem início no Downtown Pier, nos armazéns do Marco Zero, e segue com a animação da tradicional Orquestra da Pitombeira sob a regência do maestro Lessa. Ao chegar ao Downtown Pub, a festa ainda está longe de terminar. O open bar faz a alegria dos foliões, que seguem celebrando o carnaval no ritmo das bandas Bailinho Maravilha e Malícia Champions. O valor da camisa que dá acesso a festa de encerramento no Downtown Pub e os locais de venda serão divulgados em breve.

SOBRE O BLOCO

Criado no ano de 2003, o "Acorda Pra Tomar Gagau" surgiu por conta da música “Bebe Negão” do compositor Renato Fechine, que tornou-se um inesperado hit antes do carnaval. Em sua introdução, o cantor proclamava: Acorda pra Tomar Gagau. A frase tornou-se uma expressão corriqueira entre um grupo de amigos, que ligavam uns para os outros, convidando-se para iniciar os trabalhos etílicos logo pela manhã. Como o ápice da brincadeira foi próximo a folia de momo, o grupo de amigos resolveu transformar-se na Troça Carnavalesca Mista "Acorda pra Tomar Gagau".

“Começamos como uma brincadeira entre amigos, e ver a nossa troça hoje significar umas das maiores prévias da cidade, indo pra rua pelo 15º ano, nos dá muito orgulho. Desde a nossa origem, passamos por algumas mudanças, e pelo segundo ano estamos levando a festa para o coração do Recife e do Carnaval, o Marco Zero, para reafirmar ainda mais a nossa tradição familiar, sem qualquer tipo de vínculo paredões e carros de som”, explicou o presidente da Troça, Leonardo Siebra. 

De lá pra cá, a história da troça conta com 14 desfiles, atrações do porte de Moraes Moreira, Monobloco, Seu Jorge, Mundo Livre S.A. e milhares de foliões. A agremiação já conseguiu reunir mais de 30 mil pessoas em uma edição, mas hoje prefere concentrar suas atividades para um público menor e mais comprometido com o seu ideal original: o tradicional carnaval de rua pernambucano.

ATRAÇÕES CONFIRMADAS

Orquestra da Pitombeira sob a regência do Maestro Lessa – José Bezerra da Silva, mais conhecido como Maestro Lessa se tornou uma figura onipresente no Carnaval. Pernambucano de Nazaré da Mata e filho de agricultor, topou com a música pela primeira vez aos 16 anos. Começou com o trombone de pisto, passando para o trombone de vara. Hoje, como maestro, a relação de blocos que contam com a batuta de Lessa, é extensa. No Acorda Pra Tomar Gagau, já é figurinha carimbada em todas as edições.

Malícia Champions – O nome já descreve bem a proposta e o estilo da banda e seus integrantes. Trata-se de uma junção certeira de bons músicos aliada a um repertório cheio de malícia. Idealizado por Alexandre Urêa (Eddie, Academia da Berlinda), o grupo surgiu como projeto paralelo de músicos conhecidos na cidade, como Andret Papito (teclado), André Alencar (baixo), Marconi (guitarra), Charles (bateria) e Irandê (percussão). Juntos eles têm trabalhos em bandas como Academia da Berlinda, Eddie, Erasto Vasconcelos, Jam da Silva, entre outros. As músicas passam pelo tropical brasileiro da Cor do Som, Pepeu Gomes, Erasmo e Gonzaguinha, até compositores pernambucanos, como Bubuska Valença e Walter de Afogados. No carnaval de 2014, com apenas alguns meses de existência, o Malícia foi considerado a revelação das prévias de Recife e Olinda. Com um show contagiante, divertido e competente, em que o público não para de dançar um só minuto.

Bailinho Maravilha – Formada por Ricado Chacon (voz), Raissa Leal (voz), Fernando Barreto (baixo e vocal), Rômulo Duarte (bateria), Cauê Cury (guitarra) e Gustavo Albuquerque (teclado e vocal), a banda faz a animação de qualquer festa. Com o estilo de relembrar grandes músicas e sucessos dos principais cantores do país e do mundo, o Bailinho dá um toque animado e totalmente dançante. Seu Jorge, Tim Maia, Jorge Benjor, Elba Ramalho, Alceu Valença, Reginaldo Rossi, além de Amy Winehouse, Bruno Mars, John Lennon, esses são apenas alguns lembrados na apresentação. Durante o Carnaval, no caso do Acorda Pra Tomar Gagau, uma parte do show é reservada para homenagear a Tropicália, trazendo Caetano Veloso, Gilberto Gil, Gal Costa, Maria Bethânia, entre outros que mudaram a forma de fazer música.